Dirce Fett - artista plástica brasileira mostra Aporia

Dirce Fett começou a pintar profissionalmente na idade madura , quando pode  dedicar seu tempo integral a este dom. A arte sempre fez parte do seu dia a dia. Bordando entre panelas , colheres de pau, cozinhando, criando filhos e pintando pequenos trabalhos em segredo. “Coralinamente”. Quando foi possível saiu em busca de ampliar o seu conhecimento e  entrar em contato com  novas técnicas.

 

As lembranças do jardim do passado, as arvores onde subiu para brincar de escritório e o pequeno riacho  atrás da casa da madrinha . Tudo isto ela viveu e guardou para mais tarde. Matéria prima das suas primeiras telas..

 

A pintora hoje vive numa cidade intensa. Única. Especial com seus paradoxos  naturais. Florestas, montanhas, mar e muito sol. Essa Natureza cheia de paixão  e a grande musa de suas telas. A memoria afetiva e o colorido se temperam para dar sabor a seu trabalho. As receitas de bolo se transformaram em quadros onde as cores são o ingrediente fundamental. As formas são livres e brotam do coração. O traçado vigoroso e espontâneo é a sua assinatura.

 

Dirce Fett started painting professionally at a mature age, it was when she could dedicate her time entirely to this passion. Art has always been a part of her daily life even when cooking, raising the kids or painting small secrets works. That’s when She have begun to search for more knowledge.

When Dirce look back, she sees herself playing in the garden, climbing trees that she pretends were her office and the little river that flown behind her godmother’s house. She has lived all of that, but in a way, she has kept those moments to live over and over.

Now she lives in an intense, unique and special city, surrounded with florests, ocean and a lot of sun. She loves painting nature and how it interferes in her affective memory. The colors have a special meaning to his work. The cooking recipes become canvas where the colors are the main ingredients.

Dirce tries mixing the most varied techniques without worrying about establishing one pattern. Vigorous trace and spontaneity are her signature.

Exposições Individuais:

2017 - Intervalos Gravura galeria, Porto Alegre

2014 - Creative Interaction of European and Brazilian Art, International Arts Coalition, New York

2010 - Aporia, Galeria Everest, Rio de Janeiro

2010 - Aporia, Galeria Everest, Porto Alegre

 

 

 

Exposições coletivas:

2020 - Homenagem a Kate Von Scherpenberg, Galeria Zagut, Rio de Janeiro

2020 - Quarentena, Galeria Zagut, Rio de Janeiro

2020 - Vermelho que te quero, Galeria Zagut, RJ

2019 - Art South Brazil in Miami, Gravura Art Gallery Miami

2019 - Primaveras, Galeria Modernistas, Santa Teresa, RJ

2018 - PFCCP Galeria Úmida, Rio de Janeiro

2017 - Diversidade no olhar, Centro Cultural Light

2017 - A Arte do Rio 2017

2017 - Intervalos, Gravura Galeria, Porto alegre

2016 - A felicidade as vezes mora aqui, Rio de Janeiro

2015 - A Arte do Rio 2015, Fundação Calouste Gulbenkian, Rio de Janeiro

2015 - Brazilian and International Contemporary Art, Consulate General of Brazil in New York, NY

2015 - BELA - Bienal Europeia e Latino Americana de Arte Contemporânea, Museu Histórico   Nacional, RJ

2014 - Arte do Rio, MIB Galeria, Rio de Janeiro

2014 - ArtExpo NYC, AVA Galleria, New York

2014 - Emoção e Criatividade, Galeria Flory Menezes, Búzios, Rio de Janeiro

2014 - Brasilianische Kunst und Bewegung II, Brasilianische Borschaft, Berlin

2013 - Diálogo da Arte Contemporânea II, Ava Galleria, Finlândia

2009 - Encantar uma casa com Arte, Drink café, Rio de Janeiro

2008 - Modo de expressão, EAV Parque Lage, Rio de Janeiro

2008 - Reino tropical - 200 anos da Corte no Brasil , Fundação Calouste Gulbenkian, Rio de Janeiro

2004 - Cumplicidade, Uruguaiana, Rio Grande do Sul